You are currently viewing Desvendando motores: o que é o Eixo Virabrequim?

Desvendando motores: o que é o Eixo Virabrequim?

Diversos componentes integram o motor de um veículo, dentre eles, o eixo virabrequim, descubra o que é, como funciona e suas variações.

Um motor se divide em duas partes, a superior, chamada de cabeçote, onde se encontram válvulas, velas e demais componentes, e inferior, o bloco, onde se encontra o cilindro, pistões, bielas, além de outras peças. O eixo virabrequim se encontra no bloco, na parte interna do motor, ele é responsável por receber as forças geradas pelo movimento dos pistões durante a queima de ar-combustível e transformá-las em torque rotacional.

Motores de combustão interna funcionam em quatro tempos, são eles admissão, compressão, explosão ou combustão e escape. Na fase de explosão, uma energia é gerada empurrando os pistões para baixo, essa energia em forma de movimento atinge o eixo virabrequim, mobilizando a peça para que o motor funcione. O virabrequim se encontra na base do bloco, preso por mancais lubrificados e revestidos por casquilhos ou bronzinas, que são peças de desgaste que permitem ao eixo estar sempre com o movimento livre, evitando assim um atrito direto com as partes do bloco, o que impediria o movimento, travando o motor.

O virabrequim, também chamada de árvore de manivela ou girabrequim, é um item de extrema importância, sendo geralmente feito em aço fundido, em caso de motores de alta performance e competição, ele é feito com aço forjado, com o intuito de aumentar sua resistência às cargas produzidas pelos pistões e enviadas pelas bielas.


Composto por manivelas, para que o movimento aconteça, para cada uma delas, existe um conjunto com dois contrapesos no outro lado do eixo, a fim de que a rotação seja bem balanceada, evitando assim vibrações excessivas e quebra do próprio eixo.

EIXO NITRETADO OU FORJADO

  • Nitretado: A nitretação do virabrequim é um tratamento termoquímico de superfície, ele aumenta a dureza, proporciona resistência à fadiga e à corrosão, melhorando o desempenho dos aços. A nitretação é um tratamento de imersão onde a peça no caso o vira é imerso durante um certo período em um banho de cianetos e carbonatos de metais alcalinos,esse banho tem a função de elevar a dureza e a resistência térmica do metal o banho penetra até uma certa profundidade. Em outras palavras, basicamente a nitretação forma uma liga mais dura e robusta na parte externa da peça, aumentando assim sua resistência. 
  • Forjados: Estes são feitos normalmente em aço de melhor qualidade, imediatamente após serem retirados do molde de fundição, ainda incandescentes, são submetidos a uma prensa de centenas de toneladas que possui um molde em aço com o formato do blank, mas que não chegam a fechar completamente, faltando alguns milímetros para que cada metade se encontre. no momento em que o blank ainda vermelho em brasa recebe a prensagem, ele é compactado pela força da prensa, agrupando suas moléculas e deixando o material mais denso e resistente mecanicamente. Essa força de prensagem é tão grande, que o material tende a “vazar” para fora do molde, pelo espaço que sobra entre as duas metades criando um “nervo” muito característico e facilmente reconhecido na peça depois de pronta. No caso de veículos de competição ou de performance – assim como os aviões – o virabrequim é geralmente forjado.
Detalhe característico dos Eixos Forjados.

O movimento do virabrequim tem outras funções no motor. Na frente do motor, a outra ponta do eixo de manivelas conecta uma polia ou engrenagem para acionar direto do comando de válvulas, respectivamente por correia dentada (com ou sem lubrificação) ou corrente (lubrificada).

Esse eixo pode também acionar dispositivos como bomba de óleo, bomba d ‘água e outros. Tudo depende do veículo, modelo ou projeto do motor.

Quer saber mais? Entre em contato com nossos especialistas e tire suas dúvidas. 

Deixe um comentário